ELEIÇÕES 2018 - UMA NOVA SC

  • 08/11/2018
  • 0 Comentário(s)

ELEIÇÕES 2018 - UMA NOVA SC

O texto é maior que o normal, mas não tem como resumir tudo isso.

Depois de uma semana de recesso político, tanto para governador como para presidente, voltamos a ativa.

Aqui no blog, a folga "forçada" foi mais longa, mas os motivos foram justificáveis e justificados. (O chefe entendeu).

...

Santa Catarina elegeu um novo governador, totalmente desvinculado dos grupos ou clãs tradicionais da política catarinense, e espera-se que assim continue.

Foi a maior votação já dada a um candidato ao governo e eleito, em números reais e proporcionais (eleitores/votos), fazendo mais de 50% do total de eleitores (válidos/nulos/brancos/abstenções... 5.070.212 eleitores, 2.644.179 votos).

Os velhos políticos e a velha política PERDERAM, terão muito tempo para pensar e refletir sobre a nova maneira de fazer política e ser POLÍTICO.

Um partido que nasceu (estado) a seis meses, representado nas pessoas do Lucas Esmeraldino e Caroline de Toni, escolhido (Lucas) por Bolsonaro para esse desafio, talvez tenha sido o feito mais histórico e surpreendente que aconteceu na política catarinense.

E olha... havia muita gente "importante"(políticos), querendo ou disputando essa "vaga" para a criação do partido.

É óbvio e indiscutível que o nome ou a "onda Bolsonaro" foi o fator responsável por esse sucesso ou essa façanha.

Mas sem as pessoas certas, a dedicação, disposição, empenho e vontade do Lucas e mais alguns abnegados, entre eles a nossa candidata e agora deputada federal CAROLINE DE TONI, presidente e vice do PSL- SC, isso não teria acontecido.

Dois jovens, cheios de sonhos e energia, para comandar essa mudança.

Concórdia foi talvez um dos municípios mais contemplados pelo Lucas e a Caroline, junto com a nossa vice governadora Daniela, com suas presenças nos eventos dos PSL municipal (criação, filiações e campanha).

Abraçamos a candidatura e campanha dos três (Governo, Senado e Câmara Federal) e tivemos a recompensa nas urnas.

A maior votação de um candidato a governador em CONCÓRDIA (1º turno - Moises 10.053, Merísio 13.901 com 40.347 votos válidos ¦ 2º turno - Moises 27.373, Merísio 14.087 com 41.460 votos validos), a candidata a deputada federal mais votada em CONCÓRDIA em 2018 ( Caroline 5.810, Uczai 5.210, Agostinho 3.525)

Disputando uma vaga para o senado, com os nomes mais tradicionais e conhecidos da política catarinense (Amin/Colombo/Jorginho Melo/Paulo Bauer/Ideli Salvati), Lucas Esmeraldino foi o quarto mais votado aqui, numa votação muito parecida com todos (Jorginho - 13.571, Colombo - 11.848, Amin - 11.331, LUCAS - 11.069, Bauer- 9.463 e Ideli - 7.258).

Um ilustre desconhecido que por apenas 18.096 votos, teria se elegido senador.

Particularmente acreditei e acredito na mudança, desde a maneira de fazer política (campanha) como a nova maneira de governar.

Tudo que vier acontecer diferente do prometido, será uma decepção. Seria só mais uma, mas com certeza a mais doída, porque um estado, na sua maioria em números reais acreditou, e a resposta não pode ser diferente daquilo que foi prometido.

Eu não poderia deixar de falar da nossa candidata a deputada estadual RUTINÉIA ROSSI GREZZANA.

Totalmente crua, inexperiente, ingênua na política, num partido desconhecido, que foi criado e formado (em CONCÓRDIA), da mesma maneira que foi a nível estadual, as pressas, sem estrutura partidária alguma, sem local para reuniões, com alguns abnegados e desconhecidos, encarou esse desafio, e fez muito bonito.

Imagino que em algum momento ela teve vontade de desistir, mas confiou e acreditou que valia a pena lutar pela mudança, e foi o que fez, trabalhou e lutou como uma gigante.

Foi recompensada pelos 13.903 votos que recebeu, pelas amizades que fez, fruto da espontaneidade e sinceridade com que se apresentava. Sinceridade com que respondeu quando questionada do que levaram ela a ser candidata e suas propostas, sem prometer absolutamente nada além daquilo que é possível fazer quando se quer fazer, como político e como ser humano.

Foi uma das criadores da Con Animal em Concordia, defensora dos animais a vida inteira, e em nenhum momento da sua campanha usou isso e disso para pedir votos.

Fez campanha combatendo principalmente o desperdício do dinheiro público, contra os privilégios dos políticos, contra os exageros dos gastos da ALESC, a favor da redução de no mínimo 50% dos gastos por deputado.

Criação do mandato compartilhado, uma nova maneira de legislar, eleitor/deputado.

Sua campanha foi feita sem verba partidária (todos do PSL), sem dinheiro público algum, sem estrutura partidária estadual e local, com a ajuda financeira de alguns (poucos) amigos, e de sua família.

Concorrer a uma vaga, ou disputar uma vaga na Assembleia Catarinense, contra dois poderosos (financeira e estrutura partidária falando), Sopelsa e Saretta, não é tarefa fácil e nem desejo de nenhum político desconhecido.

Com humildade e propostas ela encarou, e mesmo não se elegendo, se saiu maravilhosamente bem.

Se for citar nominalmente as poucas pessoas que a ajudaram, seus únicos cabos eleitorais daqui (Concórdia) e dos municípios visitados, dentro das condições de tempo, estrutura financeira, cansaço, que se disponibilizaram a fazer isso de GRAÇA, sem nenhum centavo investido, eu poderia esquecer algum nome.

Então, citando apenas o nome de sua mãe, Salete S. Rossi, e de sua fiel amiga, ex-aluna Maiara Keller, sintam - se todos agradecidos e parte dessa história.

Ela foi derrotada na eleição (não se elegendo), mas vencedora na nova maneira de fazer política e interagir com o eleitor.

O futuro a Deus pertence (eu acredito nisso), mas no futuro o desejo de fazer parte disso (política), tenho certeza que é a sua vontade.

Ela pegou no tranco, ela pegou gosto pela coisa.

Boa sorte RUTINÉIA.

...

Bolsonaro é um capítulo à parte.

No próximo comentário vou escrever o que penso dele e o que ele pretende fazer.

Mas os sinais são animadores.

Só para ilustrar, Paulo Guedes, Sérgio Moro, Augusto Heleno, Marcos Pontes, Onyx Lorenzoni, é muita notícia boa pra tão pouco tempo.

E vem mais por aí.

O Brasil tem jeito, só depende de nós.

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


 Locutor no Ar

José Roberto Rodrigues

Jovem Guarda

17:00 - 19:00

Peça Sua Música

Seu Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes